https://adepbahia.org.br/Noticia/10096/BENCAOS-FE-E-DEVOCAO-ADEPBA-PEDE-RESPEITO-AOS-DEFENSORES-DURANTE-A-TRADICIONAL-CAMINHADA-DO-BONFIM

Comunicação

Notícias

11/01/2024

BÊNÇÃOS, FÉ E DEVOÇÃO: ADEP-BA PEDE RESPEITO AOS DEFENSORES DURANTE A TRADICIONAL CAMINHADA DO BONFIM

BÊNÇÃOS, FÉ E DEVOÇÃO: ADEP-BA PEDE RESPEITO AOS DEFENSORES DURANTE A TRADICIONAL CAMINHADA DO BONFIM

A Edição 2024 da Lavagem do Bonfim celebrou os 270 anos da Basílica do Nosso Senhor do Bonfim, reafirmando a importância religiosa e política do festejo. A lavagem reafirmou-se como um elo importante entre religiosos, foliões, turistas e trabalhadores que se encontram em cortejo pelas ruas da Cidade Baixa, em Salvador.
 

Com a faixa “Respeitar a Defensoria é Respeitar o Povo da Bahia” e camisas personalizadas, a ADEP-BA levou às ruas a mensagem da valorização da carreira defensorial. Para a Tereza Almeida, presidente da ADEP-BA “é de grande importância a nossa participação na Lavagem do Bonfim, realizando um manifesto público pela valorização da carreira, afinal as Defensoras e Defensores Públicos públicas merecem respeito e o reconhecimento, sem o qual não alcançaremos o efetivo acesso à justiça as populações mais vulnerabilizadas”, destacou.
 

           

A presença da ADEP-BA no cortejo foi marcada por encontros especiais: além de colegas, usuários dos serviços, representantes da sociedade civil, autoridades políticas buscaram a categoria para registro fotográfico, a exemplo do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, o deputado estadual e líder de governo na ALBA, Rosemberg Pinto, o deputado federal Bacelar e a presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, deputada Maria del Carmen.
 

A ADEP-BA recebeu o abraço e o apoio do senhor Laudelino Souza, presidente do “Instituto 12 de Outubro”, sediado no bairro Pau Miúdo, em Salvador: “Sem sombra de dúvidas os Defensores Públicos da Bahia são o porto seguro da povo, são a voz da periferia e dos invisíveis. A população tem que acolher e reverenciar os defensores e os funcionários que fazem parte dessa importante instituição”, afirmou o ativista social.